Voltar

Balanço do DECIF 2017

Quinta, 14 de Dezembro de 2017

Terminado está o período do ano mais crítico em termos de incêndios florestais em Portugal, é agora o momento de se realizar um breve balanço do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais (DECIF) de 2017, no que ao nosso concelho diz respeito.

Como é sabido, no Verão deste ano o concelho de Penela viveu vários períodos de ameaça, tendo havido registo de vários incêndios nascentes, outros provenientes de concelhos vizinhos que acabaram por percorrer longas distâncias e entrar na nossa área de atuação direta, o concelho de Penela, sendo que, em resumo, o nosso Corpo de Bombeiros interveio em 30 incêndios no nosso concelho e prestou apoio em 83 incêndios fora do concelho, totalizando assim o nosso envolvimento em 113 incêndios florestais. Em termos de área ardida, terão ardido uma área superior a 2000 hectares no concelho de Penela.

É de referir que o DECIF de 2017, cuja fase de maior perigo potencial, conhecida como Charlie e que vigora tipicamente de 1 de julho a 30 de setembro, período em que os Corpos de Bombeiros são reforçados a nível nacional (com Equipas de Combate a Incêndios Florestais, conhecidos como ECINs e por Equipas de Apoio ao Combate, apelidadas por ELAC) não foi a única fase em que isto aconteceu, tendo a fase seguinte, também por decisão da Autoridade Nacional de Protecção Civil, vindo a ser reforçada com estas equipas a fim de dar resposta aos grandes incêndios que deflagraram fora da época considerada como normal.

A Direcção e Comando dos Bombeiros de Penela agradecem o esforço e empenho de todos os que contribuiram para manter o nosso concelho verde e por terem ajudado a minimizar as consequências dos incêndios florestais que deflagaram (ou acabararm por invadir) no nosso concelho. Foi um verão atípico, particularmente exigente, que consumiu uma área considerável do concelho de Penela e que levou muitos dos nossos bombeiros próximos da exaustão.